Ramona & Rian

 

Foto Antonio Guerreiro

Muito impressionante você fazer uma pessoa. Alguém diz que você está grávida, e sai de dentro de você um ser que anda e fala, e quando cresce vai mostrando caráter, personalidade, estilo próprio e ensinamentos. Meus filhos Ramona e Rian em diferentes épocas da vida, ela estudando na Califórnia e ele estava finalizando o Processo Hofman em São Paulo (que indiquei a ele) enviaram-me estas cartas que compartilho com vocês. Ela, Escorpião com Escorpião. Ele, Gêmeos com Gêmeos. E saíram do meu Aquário cheio de Peixes.

Eles me fizeram uma homenagem, e agora eu é quem faço a eles.

Ladies and gentlemen, com vocês Ramona Bakker e Rian Brito:

 

Los Angeles, 16 de setembro de 1994.

 

Mãe,estou com muitas saudades de você.

Outro dia estava pensando como somos diferentes.

Você detesta perfume, e eu adoro “Azarro”.

Você não usa relógio, e eu tenho cinco.

Você gosta de cores, e eu preto e branco.

Você está sempre errada, e eu com a razão.

Você se apaixona à toa, e meu apelido é coração de gelo.

Você parece minha filha, e eu sua mãe.

Seu futuro é com a música, o meu com o cinema.

Você dorme quatro horas por dia, e eu dez.

Eu sou seu raciocínio, você minha emoção.

Você é boa em ... (acho que em nada) ah! redação, e eu em matemática.

Você é carioca, e eu hollywwoodiana.

Você acorda de bom humor, e eu de péssimo.

Você vai ganhar o Grammy, eu o Oscar.

Você gosta de ballet, eu de jazz.

Você prefere os loiros, e eu, os morenos.

Você não torce pra nada, eu sou mengo e Beija-Flor doente.

Você daria tudo pra estar nos Estados Unidos, e eu no Brasil.

Você gosta do Axl Rose, eu do Tom Cruise.

Mulher bonita pra você é Claudia Schiffer, pra mim é Malu Mader.

Sua melhor amiga é você, a minha sou eu.

Você é aquariana (pura), eu escorpiana (total).

Você me ama, e eu amo você.

Ramona Bakker

São Paulo, 21 de novembro de 2008

       Mãe,não me importo se você vai ou não receber isto, esta mensagem está guardada dentro de mim. Quero te agradecer do fundo do coração e te dizer de forma pura e incondicional que eu te amo. O que você fez comigo não foi só compaixão. Foi dar a luz, mais uma vez, e acreditar que eu posso ser quem sou. Nunca tive tanta clareza e aceitação de mim mesmo dessa forma. Eu me amo! E eu vou ser eternamente grato a você, mãe. Te amo.

Do seu velho e verdadeiro,

Rian Brito