AYAHUSCA

No sul, no norte, no centro, oeste,
nordeste, leste ela te chama pra morte.

Responsáveis, conscientes, comerciantes, doentes,
"vendem" a saúde, dessa droga mortal.
Defendem à unha, aos dentes,
sua loucura,  decretando "normal'.

Mas essa droga, legalizada,
consecutiva à uma organização montada bem estruturada
deixa rastros de insanidade coletiva
descobertas por mãos atrevidas
que ousam enfrentar a consistência de uma armadilha .

Ditam regras, criam "pesquisas"
falhas, incompletas, capengas, horrendas, mas a droga que entra no corpo, feito "sacramento"
Não se importa com o momento,
Seja casa ou templo
e destroi neurônios saudáveis,
Viciando "discípulos" do vento
Inocentes que como a gente
cai em ciladas políitcas
Caem em conversas atraentes

Esse é o BRasil vigente
Que corre o risco de perder a moral internacional
Quando souberem que seus "santos" mentem
Que muitos deles são dementes, 
o que desmente as "missões" que sentem 
Que não passam de poder 
de um delírio espiritual latente.


Brita e Rian Brito

SOCIEDADE

Não pertenço mais a ela
nem ela a mim.
Somos seres distintos
em outro tempo é o fim.

Nada quero dela nem ouro,
castelo, amores.
Seus valores
não tocam mais em mim

Foi-se uma história,
foram-se duas e,
quantas mais irão nesta diária,
irresponsável Ayah
uasca ação?


Brita e seu filho Rian Brito

CONSCIENTIZAÇÃO

A consciência é inimiga da ilusão
ela se basta em si
mostrando o tempo
a hora
a história
sem ficção

Ela não dá margem a imaginação
te limita à realidade
te acorda para a verdade
não depende de julgamentos
regras ou argumentos
ela se basta na ação

A consciência sincroniza
o pensamento ao sentimento
ela é honesta,
usa o fato e a razão.


Brita Brazil

A PARTIDA

A dor é maior que o corpo
não cabe no meu coração
a cada dia que passa
aumenta sua expansão

Tudo tem que estar pronto
a morte não costuma avisar
ela te surpreende
a qualquer dia
em qualquer lugar

As contas têm que estar pagas
a casa toda arrumada
os livros da família, organizados
as músicas que compus, editadas

Um coração na ambiguidade
entre a Terra e o espaço
num caminhar no estilhaço
a vida ficou em pedaços


Brita Brazil

SEM DISFARCE

A única coisa
que não tem disfarce é a morte
Morte é morte
é o momento mais definido de solidão

Morri junto
e o que sobrou foi uma mãe infinita
contando uma história escrita
uma tese aflita uma indignação

Brita Brazil e Rian Brito